Noticia
Loading...

A integração da televisão com as plataformas digitais é inevitável e só traz benefícios.

Data da postagem:11/05/2017

Assistir televisão e passar o tempo se entretendo com seus programas sempre foi um grande costume dos brasileiros, cujas vidas são bastante influenciadas por conteúdos veiculados nas telinhas.

Realizada em 2016 pela Secretaria de Comunicação Social do Governo Federal, a Pesquisa Brasileira de Mídia revela um dado impressionante: 63% dos brasileiros entrevistados costumam se informar pela televisão, 26% pela internet, 7% por emissoras de rádio e 3% por jornais impressos.


É um dado impressionante, visto que, mesmo com o grande crescimento do consumo de conteúdos em outras plataformas, como as digitais (celulares e computadores, principalmente), a televisão continua sendo um dos meios de comunicação mais consumidos do país.


Porém, as emissoras de televisão já têm uma visão mais futurística. Antenadas no sucesso de sites e plataformas de consumo de vídeo on-demand como Netflix e Crackle, nas quais os seus consumidores assistem o que quiserem e quando desejar, Globo e RecordTV, por exemplo, têm na internet suas próprias plataformas (Globo Play e R7 Play, respectivamente) na qual disponibilizam seus conteúdos como novelas, séries e telejornais para que o seu público possa acessar e assisti-los a qualquer momento.


Essas plataformas são ideias muito boas dessas emissoras e que surgem numa era na qual as pessoas estão fazendo várias coisas ao mesmo tempo e acabam perdendo um trecho grande do programa ou até ficam impossibilitadas de vê-los por inteiro.


É o meu caso, por exemplo, já que perco as exibições de alguns programas que vão ao ar nas madrugadas, como Programa do Porchat, da RecordTV, e Conversa com Bial, da Globo, mas consigo assistir na tarde seguinte às exibições dos programas ou até durante os finais de semana.


No ano passado, o Globo Play começou a disponibilizar a transmissão da programação em tempo real para as regiões de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília, além da grande divulgação da plataforma nos intervalos, durante os programas e também pela antecipação de capítulos de novelas ou séries para assinantes da plataforma.


Com isso, os telespectadores são incentivados a experimentar esse novo modo de se assistir televisão que, para mim, um grande apaixonado pela área, é maravilhoso por provar que a TV não acabará. Pelo contrário, seu modo de consumo está em constante evolução, se adaptando e também se juntando às novas tecnologias.


Fonte:Tv história por Gabriel Vaquer


Share on Google Plus

About Beto Skyhd

Antenados na Sky e Cia.

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu comentário