Noticia
Loading...

GLOBO NÃO GOSTOU DE ATITUDE DA CONMEBOL QUANTO A LICITAÇÃO POR DIREITOS DA LIBERTADORES, DIZ SITE



Oficialmente, entretanto, a emissora nega a informação (Reprodução)
A Globo não teria gostado que a Conmebol tenha aberto licitação para contratar uma empresa de auditoria que ajude a entidade a vender os direitos de transmissão da Taça Libertadores da América, o seu principal torneio de futebol, que serão negociados neste ano. As informações são do TV História, por Gabriel Vaquer e Thell de Castro.

De acordo com a entidade, a empresa contratada fará, dentre outros serviços, a avaliação e estruturação do processo de venda de direitos de transmissão das competições. 

A Conmebol fez questão de ressaltar que a licitação de julho será restrita a agências esportivas e não inclui a cessão de direitos à empresa que for selecionada.

Posteriormente, os direitos serão disponibilizados ao mercado e, segundo a Confederação, o contrato será firmado entre a entidade e a empresa que receber a licença. A Conmebol assegura que todo o processo será público e em breve divulgará os detalhes da licitação.

O fato teria desagradado a Globo. A emissora gostaria que a entidade liderasse todo o processo de forma independente, sem uma empresa acompanhando tudo.

Para os diretores esportivos, seria mais correto e mais transparente se ela própria divulgasse tudo, já que a Conmebol hoje vive uma crise de credibilidade forte. A forma como a entidade fará a licitação é próxima ao que a UEFA faz pelos direitos da Champions League.

A UEFA acompanha todo o processo de perto, mas quem cuida do restante dos detalhes é a Team, agência contratada para o trabalho. É a Team que escolhe a melhor proposta se baseando em vários pontos.

Alguns desses pontos a Conmebol também usará para avaliar qual canal tem a melhor proposta pela Libertadores, que terá sua licitação por direitos de transmissão ainda este ano, e que serão válidos a partir de 2019.

O atual contrato de direitos de transmissão da Libertadores, por exemplo, encerra-se em 2018. O novo vínculo deve significar um aumento nas receitas da entidade com a competição e, portanto, um incremento na premiação para os clubes, uma antiga reivindicação das equipes. O campeão da Libertadores de 2017 deve levar, no máximo, R$ 26 milhões.

Procurada, a Comunicação da Globo negou que a emissora não tenha gostado da atitude da Conmebol, sem dar mais detalhes.



Esporte e midia
Share on Google Plus

About Mister.

Antenados na Sky e Cia.

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu comentário