''>

Após 17 anos, Globo acaba com marca do “Jornal Nacional” em reformulação histórica

Data postagem:19/06/2017
Por:Vitor Pecolli
William Bonner no novo estúdio do "Jornal Nacional" (Foto: Reprodução/Globo)
William Bonner no novo estúdio do “Jornal Nacional”
(Foto: Reprodução/Globo)




Em uma reformulação histórica que estreia nesta segunda-feira (19), a Globo acabou com uma marca que acompanha o “Jornal Nacional” desde o início dos anos 2000, quando o principal noticiário do país passou a ter sua redação ao fundo.

Após 17 anos, o “JN” não será mais apresentado diretamente do mezanino que fica sobre a redação do jornalismo, onde é produzido. Agora, pelo pouco que foi mostrado pela Globo em chamada divulgada durante a programação no fim de semana, o telejornal ancorado por William Bonner e Renata Vasconcellos ainda terá o ambiente da redação, mas num cenário bem diferente, mais moderno. A bancada ficará no meio da redação, com um telão principal ao fundo e outras telas na lateral.
O cenário do “Jornal Nacional” no mezanino com a redação ao fundo foi um marco na história do noticiário. Na época da estreia, em abril de 2000, Bonner classificou o cenário como “a maior evolução que já viu em apresentação de telejornais”. E, durante todos esses anos, foi uma marca do “JN”.
                               William Bonner e Fátima Bernardes no "JN", em 2000 (Foto: Reprodução/Globo)
De lá para cá, o tradicional cenário do “JN” passou por três mudanças (veja na galeria acima): em 2005, 2009 e 2015 – a mais drástica foi a reformulação mais recente, quando foi retirado o globo terrestre do fundo e o telejornal passou a ter um telão para interação com repórteres (além da repaginada no visual, passou a ser mais informal).
A reformulação que o “Jornal Nacional” estreia nesta segunda-feira será histórica. Segundo chamada da Globo, o estúdio trará “um cenário completamente novo para tornar ainda mais informativa a experiência de assistir ao ‘JN'” e promete ser bem tecnológica (assista no vídeo a seguir)   



Fonte:Tv Foco

Nenhum comentário

Deixe seu comentário