Novo reality da Record confina 100 participantes em uma casa para quatro pessoas.

Data da postagem:25/06/2017

O que acontece quando 100 desconhecidos são desafiados a conviver juntos em uma casa projetada para comportar apenas quatro pessoas? Esta é a proposta de "A Casa", novo reality show da Record TV, que estreia nesta terça (27). Sob o comando de Marcos Mion, o programa é uma mistura de personalidades de diferentes classes sociais, religiões, etnias e profissões. 

Um conceito totalmente inédito na televisão brasileira, no qual os participantes ficam confinados de portas abertas. Quem quiser pode desistir do jogo a qualquer momento, mas apenas o último a sair é quem levará o grande prêmio do programa. O grande diferencial é que quem administra o prêmio inicial de R$ 1 milhão são os próprios participantes. Os mantimentos da casa são suficientes apenas para uma pequena família, e são os confinados quem vão determinar o que é necessário comprar para sobreviver dentro da residência. Detalhe: todos os dias, eles, que entrarão na casa com apenas uma caixa contendo seus pertences pessoais, receberão uma cesta básica suficiente para apenas quatro pessoas. 

Na casa, de 120m², existem apenas quatro camas, quatro toalhas e apenas dois banheiros. Ou seja, cerca de 1m² de espaço para cada participante. No total, são 15 câmeras robóticas espalhadas pela casa e também câmeras portáteis que andam pelo espaço e ficarão visíveis para quem assiste pela televisão. 

"A Casa" propõe um desafio diferente de tudo o que já foi visto em reality shows. Será com o dinheiro do prêmio que os participantes podem e devem comprar os principais mantimentos (comida, produtos de higiene pessoal e de limpeza, entre outros) para a casa. A administração dessa verba promete gerar conflitos entre os confinados. Mesmo com todas as adversidades, eles precisam ter capacidade de adaptação e ainda estratégia para conseguirem se manter na disputa. 

A cada semana, os participantes elegem um “dono” da casa, por votação interna. Ele será o responsável pelas regras do local além de gerir o uso do dinheiro, que pode ser com ou sem o consentimento dos demais colegas. Além de ser o único com direito a uma suíte privativa com todo o conforto, ele terá ainda o privilégio de comprar algo só para ele ou até mesmo os seus “protegidos”. Mas essa simples eleição também vai gerar discórdia, já que os menos votados ou “populares” entram no mural vermelho do local e correm o risco de serem eliminados. Os outros seguem no mural verde e continuam na competição. 

Entre as regras, o dono sorteará quantos candidatos serão eliminados na semana. A qualquer momento, um participante pode deixar a casa. Não há chance de arrependimento. É uma questão de sobrevivência no jogo. Marcos Mion ainda poderá oferecer objetos de desejo aos moradores para simplesmente provocá-los. Se eles caírem em tentação, estão eliminados. Durante esse período, passarão por várias tarefas para conquistar alguns benefícios como limpeza de banheiro, comida, festas etc. 

O reality "A Casa" estreia dia 27 de junho e vai ao ar às terças e quintas-feiras, logo após o "Jornal da Record"




Nenhum comentário

Deixe seu comentário